EDITORIAL: FOLHA APOIA VICTOR COELHO

A FOLHA DO ES defende a candidatura de Victor Coelho (PSB) a prefeito de Cachoeiro de Itapemirim-ES. Praticamos jornalismo moderno, na revolução digital, interpretando, analisando, opinando e não somente registrando os fatos.

Com a eleição polarizada entre duas candidaturas, Victor e Jathir Moreira (SD), a preferência fica com o primeiro pelos seguintes motivos de ordem democrática e liberdade de expressão, na perspectiva deste editorial, opinião da direção do portal http://www.folhadoes.com:
A FOLHA apoia Victor Coelho porque representa, legitimamente, junto com o seu vice Jonas Nogueira (PP), a mudança que o Município carece;
A FOLHA apoia Victor Coelho porque Cachoeiro de Itapemirim precisa, urgentemente, de executivos capacitados para promover as mudanças necessárias;
A FOLHA apoia Victor Coelho porque ele não tem nenhum compromisso com as velhas lideranças políticas, protagonistas da falência da Prefeitura;
A FOLHA apoia Victor Coelho porque acredita na visão moderna e na coragem para uma governança sem medo de romper com o sistema viciado e ineficaz;
A FOLHA apoia Victor Coelho porque representa a semente da nova geração de políticos que produzirá uma Nova Cachoeiro de Itapemirim;
A FOLHA apoia Victor Coelho porque , unido ao seu vice, encontrará caminhos para o desenvolvimento e progresso, com geração de renda e emprego;
A FOLHA apoia Victor porque não acredita em nenhum político apoiado por políticos profissionais habituados a tratar a cidade como curral eleitoral;
A FOLHA é imparcial? É, porque tem opinião e lado quando se trata de direitos coletivos. A FOLHA é tendenciosa? Sim! Tende sempre para interpretar os fatos e não só registrá-los. Você é obrigado a ler a FOLHA? Não! Como nas redes sociais e meios de comunicação eletrônicos, você pode deixar de seguir ou desligar o canal.
A FOLHA apoia Victor Coelho! Você pode concordar e discordar. Esta é a verdadeira democracia, como praticada no primeiro mundo, sem implicitudes. Direto e transparentemente.
Anúncios

Eleições de Cachoeiro-ES estão em aberto

grafico

É verdade que a pesquisa não vence eleições e não vence mesmo! Pesquisa é uma máquina fotográfica que registra o momento. Até o dia da votação, muitos momentos são construídos e destruídos.

Bem! Sobre Cachoeiro de Itapemirim-ES. A eleição municipal está em aberto para os oito candidatos, considerando o alto índice de indecisos há cerca de 30 dias da votação. Impressionante!

Poucos sabem interpretar amostragem científica de apuração eleitoral, principalmente. Os leigos não leem a margem de erros que é um percentual que é tanto para cima como para baixo, criando, ás vezes, abismo entre os candidatos e proximidades.

As pesquisas são muitos criticadas pelas paixões que envolvem os partidários e cabos eleitorais. Mas, desconhecer tendências de inércias, crescimentos e declínios é suicídio para os adeptos ainda do “achismo”.

No caso de Cachoeiro de Itapemirim, por exemplo, se perguntar a cada um dos oitos candidatos ao Executivo e aos cerca de 300 pleiteadores de uma cadeira no Parlamento Municipal, todos vão dizer que quase já estão eleitos, porém só tem uma cadeira de prefeito e 19 de vereadores.

Em síntese, os meios de comunicação se deparam com a falta de bom senso dos leitos e com a forte emoção dos candidatos que já sofrem as pressões da disputa dia-a-dia. É compreensível!

Então, meus leitores, a eleição de Cachoeiro de Itapemirim só tem até agora um primeiro colocado isolado, os mais de 50% de indecisos.

Prefeita apoia molestador de criança

Luciano Ribeiro e Amanda Quinta

O molestador de criança Luciano (E) tem tido o apoio e a proteção da Amanda

A prefeita da cidade de presidente Kennedy-ES, com cerca de 11 mil habitantes, Amanda Quinta (PSDB), pasmem, apóia molestador de criança. A FOLHA DO ES denunciou no dia 15 de julho flagrante conversa em rede social do agente de enfermagem comissionado na Prefeitura Municipal, Luciano Ribeiro, e nenhuma providência foi tomada, nem uma correição administrativa.

A conivência com o escroto do assediador de criança tem motivos. Ele faz parte da claque raivosa da prefeita nas suas pretensões de poder. Trata-se de caso hediondo, com requinte de crueldade contra indefeso em diálogo nojento e criminoso. Nem ato administrativo punitivo, quanto mais exoneração. A vista grossa sobre essa aberração faz da prefeita tão monstruosa quanto o próprio monstro correligionário.

O diálogo flagrado entre o molestador de crianças promove ojeriza a qualquer ser humano normal:

HVCVJCMVEAR2016071515333715072016OCOPTEOPOOA2016071515333715072016HTIOXDERRR2016071515333715072016

 

Como não existiu reforma política, permanece as regras eleitorais de outrora

ENTENDA A LEGISLAÇÃO ELEITORAL

O que pode:

Comícios: É permitido fazer comício de 8h até meia-noite.

Panfletos: Pode-se distribuir folhetos, desde que contenham o CNPJ ou CPF do responsável pela confecção e pela contratação, além da tiragem.

Internet: Propaganda na internet é autorizada, desde que seja gratuita.

SMS: Propaganda eleitoral por mensagem eletrônica (SMS, WhatsApp etc), desde que haja mecanismo de descadastramento.

O que não pode

Comícios: É proibido fazer comício 48 horas antes e 24 horas depois da eleição com artistas. Showmícios não são permitidos.

Barulho: Amplificadores de som não são permitidos a menos de 200 metros de sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, de hospitais, escolas, igrejas e teatros, quando eles estiverem em funcionamento.

Outdoors: Também é vedado o uso de outdoors.

Pedro Paulo Biccas, o jovem sonhador de lutas honradas

 

944861_1752935568258773_7260784455701218882_n

O líder político jovem e coordenador de Comunicação de Presidente Kennedy-ES, Pedro Paulo Biccas, de família tradicional em Cachoeiro de Itapemirim-ES, merece estas considerações deste modesto escriba, por ser promissor guerreiro de lutas honradas em um sistema falido.

Sua passagem pela Editora LEIA foi surpreendente pela sua capacidade cultural, de inteligência singular, com sensibilidade de sonhador por um mundo melhor, poético, de igualdade, quase utópico. Hoje, é oprimido entre o condicionamento behaviorista imoral e a vontade libertária.

Acompanho sua trajetória. Gosta de trabalhar, a labuta que dignifica o homem. Na contramão de muitos pelegos no mercado político que vivem de adular, lobistas e sem nenhum legado a deixar. Fazer a diferenciação, o cotejo, faz-se necessário para o leitor conseguir enxergar este jovem de forma holística.

Por ser emocional, humano, lideranças caudilhas produzem decepções ao presságio do saudoso Ruy Barbosa na célebre frase de que um dia as pessoas teriam vergonha de ser honestas. Pedro Paulo, casado, é pai exemplar de bebê recém-nascido, mostrando uma outra face de responsabilidade ímpar.

Sua postura na cidade emblemática de Presidente Kennedy-ES tem sido límpida, de preocupação constante com transparência. Se o governo o perder por ultrapassar a boa política e permanecer feudal na ação entre amigos, com certeza, pelo que conheço, ele não abdicará de suas esperanças.

Este jornalista tem senso crítico apurado. Seja em qualquer termo, independentemente de qualquer aplauso a este jovem conhecido pelo seu coração alado e inteligência, já mencionada como diferenciada, será solidário, lá, aqui e acolá. Dirá eu: “algo errado como antes no reino de Abrantes”.

O leitor, ou possíveis desafetos dele, pode até pensar que texto exaltador é encomendado. Mas, para quem conhece este cronista do realismo, sabe muito bem que defendo minhas ideias e convicções – sei revisá-las pois não tenho compromisso com erro -, sou capaz de entrar numa guerra sem ser convocado para resgatar o “Soldado Ryan”.

Dom quixote não estava errado em lutar contra os Moinhos de Vento. O mundo real é quem não estava preparado para aceitar um sonhador.

Continue sendo você, Pedro Paulo Biccas. Terá sempre minha admiração!