leloc
Lelo Coimbra pratica ventriloquia como boneco nas mãos do governador

Pauta: Senadora Rose de Freitas: Li e vi a entrevista do presidente do MDB e deputado federal pelo Espírito Santo, Lelo Coimbra, e corei pelos peemedebistas.

O parlamentar e dirigente partidário, com arrogância e prepotência, falou pelo governador Paulo Hartung, do seu partido, que ninguém mais pode ser pré-candidato senão o próprio governante.

A retórica era para combater a sua colega de partido, senadora Rose de Freitas, que manifestou o interesse de disputar as eleições para o Governo do Estado.

Lelo, além de descredenciar a companheira, ainda denegriu a imagem dela, qualificando-a de incompetente para gerir o Estado e destilando vingança sobre apoio que não teria dito da senadora na sua aventura de querer ser candidato a prefeito de  Vitória em 2016.

A entrevista repercutir negativamente juntos aos formadores de opinião e membros da sigla para o grupo palaciano. A Rose de Freitas é mais meedebista histórica do que Lelo e Hartung somados. Nunca trocou de partido.

O presidente do partido disse em linhas transversas que o MDB, agora, é MB, pois usurpou o “D” de Democrático da sigla. Bizarro!

Anúncios