microphone-1209816_960_720

A safadeza, com o dever do Ministério Público investigar, não cessa na Prefeitura Municipal de Itapemirim-ES. O prefeito teve a coragem de publicar no Diário Oficial do dia 5 a ata de registro que destina R$ 788.502,00 para uma única emissora de rádio, aquela, a Litorânea, cuja razão social atende pelo nome de Rádio Marataízes FM LTDA.

No ano passado não foi diferente em valor similar. A emissora vence pela ata de registro, modalidade de licitação que permite o prefeito gastar durante ano os valores por ele desejado. Contudo, a suspeita é de lavagem de dinheiro para através da empresa fazer outros pagamentos, até meios de comunicações locais, como se fosse uma agência.

Só para se ter a ideia do absurdo do valor para um único meio de comunicação com audiência questionável no litoral, a quantia é quase o correspondente a do orçamento da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim de 2018 para todos os veículos. Os proprietários da rádio são de campos, com ligação próxima do ex-governador Antony Garotinho (PR).

Veja o diário:

litorânea

Anúncios