6208563-x720
“Daniel do Açai” diz que foi salvo por Hartung no TRE e governador diz “show de bola”

O jogo está ficando mais claro: quem segura o prefeito Daniel do Açaí (PSDB) no cargo em São Mateus é o governador Paulo Hartung (PMDB). Essa versão já circulava nos meios político das cidade, mas agora foi dito pelo próprio chefe do Executivo, na última visita que o governador fez à cidade e circulou ao lado de seu “aliado”.

Um vídeo de um minuto e meio, que circula nas redes sociais, mostra uma pessoa do povo fazendo elogios ao prefeito para o governador. Daniel do Açaí se empolga e diz que quem o segurou “no TRE” (Tribunal Regional Eleitoral) foi Paulo Hartung. O governador ouve o que ele diz, apenas ri e não comenta nada, não desmentindo o que o prefeito faz.

Acusado pelo Ministério Público Eleitoral de compra de voto nas eleições de 2016, Daniel do Açaí e seu vice foram cassados pela Justiça Eleitoral do município. Daniel recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral, cujo colegiado confirmou a decisão de primeiro grau, determinando o seu afastamento e realização de novas eleições.

Entretanto, de uma hora para a outra, o próprio presidente do TRE, desembargador Annibal Rezende, concedeu uma liminar suspendendo a execução da sentença. Entrou o recesso da Justiça e toda a movimentação do processo ficou suspensa até 22 de janeiro, quando voltaram a correr os prazos de citação das partes da decisão do presidente do Tribunal.

Por coincidência, a partir do momento em que Daniel obteve a liminar do presidente do TRE-ES, o governador Paulo Hartung passou a frequentar mais São Mateus, demonstrando seu apoio político ao prefeito da segunda maior cidade da região Norte do Estado. O Ministério Público recorreu da decisão de Annibal, mas seu recurso será submetido ao plenário do Tribunal.

Enquanto isso, Daniel vai ficando no cargo e fazendo populismo, iludindo a população mais pobre, a mesma que foi comprada com água mineral na crise hídrica de 2016, justamente ano em que ele foi eleito.

A Justiça Eleitoral está na berlinda neste caso flagrante de influência politiqueira em proteção de aliados do governador.

Veja e ouça o vídeo:

Anúncios