ZOXOOIOWARX2017101710395617102017
Penitenciária Regional Monte Líbano

Entre dezembro e janeiro morreram dentro da Penitenciária Monte Líbano, Cachoeiro de Itapemirim-ES, morreram de infarto. Ontem (26), morreu outro, não se sabe ainda a causa. A verdade, é que aquele sistema prisional, neste verão, em especial, virou “caldeirão do inferno”.

O presídio deveria abrigar no máximo 460 detidos, mas está com superlotação de 960 presos. As mortes, outros poderão acontecer, está relacionada à negligência das autoridades competentes, pois a assistência médica é inexistente. Os agentes inspetores é quem tem sido socorristas substitutos, aplicando soro e outros mediamentos básicos.

De tempos em tempos o Ministério Público e a OAB fazem diligências na Penitenciária por conta de outras denúncias. A falácia de alguns fanáticos de que tem de morrer mesmo porque lá “não é colônia de férias”, ultrapassa quaisquer conceito humanista. Os presos estão pagando pena e mais punidos do que eles são seus familiares pelo sofrimento sem trégua.

Anúncios