150422072059a89630d0a67_1504220720_3x2_md

O presidenciável Luiz Inácio Lula (PT) passou pelo Espírito Santo na sua caravana quase que desapercebido. Não conseguiu reunir correligionários suficientes que justificam a condição em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais.

Pequenos grupos ouviram algumas palavras do ex-presidente que externava o desânimo pela pouca movimentação dos capixabas. Desistiu de entrar na cidade de Cachoeiro de Itapemirim-ES, governada 8 anos pelo Partido dos trabalhadores.

O ponto de partida mais vexaminoso aconteceu na localidade da Safra, Município de Itapemirim, fronteira com entrada na cidade cachoeirense. Cerca de 40 pessoas compareceram ao apelo aonde discursou sem nenhuma temática de interesse nacional, repetindo as críticas ao Juiz Sérgio Mouro e ao Ministério Público.

Lula não terá palanque majoritário no Estado e foi a primeira vez que visitou o Espírito Santo após deixar a Presidência da República. Na época idolatrado pelo espirito-santense pelos recursos liberados para colocar as contas da Fazenda Estadual em equilíbrio, como a liberação antecipada de R$ 300 milhões de royalties para colocar a folha de pagamento em dia no primeiro mandato do governador Paulo Hartung (PMDB).

 

 

Anúncios