VFEEOSGAVUO2017050917261009052017

O inusitado aconteceu na Câmara de Cachoeiro de Itapemirim-ES. Sumiram com o requerimento protocolado no dia 6 de setembro, pedindo a CEI dos Contratos da BRK, antiga Odebrecht. Os vereadores que assinaram, ao total de oito parlamentares, estão a procura do processo e até o momento da construção deste artigo não encontraram.

Na última sessão ordinária da Casa de Leis foi lida um outro forma de Comissão Especial – com tomada para o Tribunal de Contas – , quando alguns vereadores questionaram suas assinaturas na primeira petição, gerando mal estar e muita confusão a partir do pedido de vista da matéria, exigindo o original da solicitação protocolada com sua assinatura, pedindo a CEI.

O primeiro requerimento nasceu do seio dos internautas das redes sociais em que nove parlamentares se comprometeram em criar a CEI para averiguar possíveis irregularidades nos contratos desde do SAAE, passando pela Citágua, Foz do Brasil, Odebrecht e, agora, BRK.

O sumição do processo da CEI causa mal estar para os vereadores diante da opinião pública por se tratar de uma empresa envolvida em vários escândalos no Brasil e no Mundo, na compra de políticos e fraudes em licitações provadas na Operação Lava Jato. Aguardar o parecimento do requerimento para ser lido em plenário sob desconfiança da sociedade.

 

Anúncios