Em leitura mais detalhada sobre o quadro eleitoral majoritário de 2018, o senador Ricardo Ferraço (PSDB), a continuar no mesmo caminho, com as mesmas companhias, está inclinado a perder sua reeleição na eleição de dois votos para senador.

Lendo o incidente de abordagem policial ao deputado estadual Amaro Neto (SD) e a imprensa ligada a Paulo Hrtung (PMDB) transformando o constrangimento em ato honroso do parlamentar pelo teor da sua nota oficial, elogiando os militares, não tenho dúvida!

Ricardo Ferraço vai perder a eleição esmagado pelo messianismo do senador Magno Malta (PR), que já colou na onda positiva do Bolsonaro; e pelo populismo de Amaro Neto na Grande Vitória, com apoio de 20 deputados e, dissimuladamente, com aval do governador.

Além da derrota anunciada do senador que tem mais conteúdo que todos os adversários juntos, pelo traçado a que se submete, está longe da visão mais real do seu pai, Theodorico Ferraço (DEM), deixando-o isolado, quebrando até o quinto mandamento bíblico.

Anúncios