Thiago Pecanha Lopes.jpg
Thiago Peçanha está administrando Itapemirim com o discurso da pacificação

Só a notícia recorrente do limiar do fim do terror da política da imposição, rala e dissimulada de manipulação da sociedade, a cidade mãe do sul do Espírito Santo no sul, Itapemirim, começa a respirar ares da pacificação, da unificação, através do jovem prefeito, Thiago Peçanha (PSDB).

O prefeito afastado desde abril deste ano, Luciano de Paiva (PROS), ascendeu rápido ao cargo de chefe de quadrilha organizada do Município e está chafurdado na lama, afundado em processos criminais, com julgamento liminares que podem culminar na mácula perpétua de sua trajetória curta de política.

Thiago Peçanha, jovem de 31 anos, também médico, tem outra mentalidade, ao avesso do seu par de campanha eleitoral. De imediato, com carisma, já conquista o coração do povo humilde e trabalhador de Itapemirim, inaugurando novo tempo. O seu discurso linear é de pacificação e unificação da sociedade que governa.

Seus planos são ousados e promissores em favor da humanização da máquina administrativa. Pretende implantar UTI no Hospital Santa Helena em convênio com o Hospital Evangélico. Promoveu parceria com a Associação de Agricultores do Município para padronização de subsídio de ração aos produtores.

O mais fascinante, pioneiro no Espírito Santo, será a produção pelo próprio Município de leite pasteurizado e potencializado em vitamina para a rede escolar, com propósito didático e eficaz de manter a criança na escola. A montagem está sobre auspícios de técnicos e os equipamentos sendo sondados para o sonho se tornar realidade.

Thiago Peçanha está com sorriso sincero por conta da esperança de virar a página escura da cidade que tanto ama. “Trabalhamos com 100% do secretariado da nossa terra”, explica a outra parte da sua grande motivação.

Anúncios