Odebrecht Ambiental de Cachoeiro-ES: comercialização da concessão é ilegal e imoral


Desde extinção do SAAE, autarquia até os anos 90, fornecedora de água e tratadora de esgoto de Cachoeiro de Itapemirim-ES, quebrando ciclo desde os anos 60, a imoralidade legal se instalou na concessão pública desses serviços essenciais ao Município.

Com muita polêmica e força política empreendida, o então prefeito Theodorico Ferraço dissolveu o laço com o SAAE, abriu licitação dirigida à empresa Citagua , na época ligada ao filho Ricardo Ferraço, casado com uma das filhas dos proprietários da Águia Branca, tutora da nova concessionária. O assunto rendeu marcha de protesto pelo centro da cidade.

Comercialização da Concessão

Para não ficar sozinho na responsabilidade do processo enigmático de formato obscuro, Ferraço enviou o projeto para a Câmara Municipal avalizar a transação, que legitimou o contrato de 30 anos de exploração da água e esgoto de Cachoeiro. De lá para cá, no Governo Roberto Valadão, dentro do período 2004, prorrogou por mais 10 anos a extensão prevista da concessão, sem discussão pública e nem com aprovação do Parlamento. Escondido.

A ilegalidade e imoralidade reside que as concessões foram sendo vendidas: da Citágua para Foz do Brasil; Da foz do Brasil para Odebrecht Ambiental; da Odebrecht Ambiental para a empresa canadense Brookfield Brazil Capital Partners LLC e o Fundo de Investimentos BR Ambiental, ambos administrados pela Brookfield Asset Management. O valor da transação é de R$ 2,8 milhões.

Imoralidade e Acordos

Nos bastidores políticos, a Odebrecht pratica o mesmo “modus operandi” da holding nacional, com pagamento de “mensalinhos” aos políticos em variantes do tempo, atingindo, principalmente, membros da Câmara Municipal, para evitar questionamento sobre essas evoluções híbridas de comercialização das concessões e ações paralelas suspeitas.

A Odebrecht avançou no território capixaba a partir de Cachoeiro de Itapemirim, com sistema de rodízios de diretores, mantendo a base de formação doméstica. Seu braço atingiu o Governo do Estado, através da Cesan, autarquia estadual que subloca seus serviços de consultoria e logística, envolvendo milhões e milhões de dólares, comprometendo a idoneidade do governador Paulo Hartung.

Ligando os pontos

O atual presidente da Cesan, por exemplo, de livre indicação do governador, é o engenheiro Pablo Ferraço, primo do senador Ricardo Ferraço e, pasmem, foi diretor da Odebrecht, forjado na unidade de Cachoeiro de Itapemirim-ES para depois passar pela fase cíclica nas unidades das empresas de Marcelo Odebrecht, até chegar à maior estatal da área no Espírito Santo.

Está em curso algo deveria ser debatido com a sociedade cachoeirense e com os vereadores, ambos só recebem comunicações sem direito a fiscalizar, negociação milionária entre Agersa, Prefeitura de Cachoeiro e Odebrecht da construção de Parque Multiuso no espaço do Pavilhão da Ilha que será todo desmontado.

Obra Milionária

Toda obra será financiada pela empresa “generosa” com exigência suposta para compensar os danos da construção da Hidroelétrica dentro do Rio Itapemirim há cerca de 8 anos. A obra chegou a produzir danos ambientais, mas nenhuma autoridade competente da era petista se levantou contra o projeto.

A rigor, os vereadores nunca são chamados e nem se prontificam a fiscalizar a fundo a Odebrecht, seus contratos e suas ações, o que vem ocorrendo no mundo como o maior “monstro” produtor de corrupção.

Os suspeitos

Em Cachoeiro: existem cumplicidade de três personagens, um mais recente: Vilson Coelho, diretor da Agersa (agência reguladora) e dois diretores da empresa, que sabem de tudo e um pouco mais: Bruno Traváglia (diretor) e Rosa Malena (relações públicas).

De compra a compra e de venda a venda, algo cheira mal no esgoto não tratado, ao céu aberto. Cabe, até por parte dos usuários, de excelente oportunidade, ação pública contra todos os envolvidos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s