A safra de políticos no Brasil e em cada recando do Brasil obedecem a uma simetria abaixo do pântano. Quanto não são dados a corrupção, vem de uma ordem de desvio de conduta comportamental hedionda. É o caso do prefeito de Vargem Alta, Cláudio Pazzeto (PR-ES) com passado de pedofilia.

Conseguiu ser vice prefeito traindo aliados e depois ao próprio prefeito eleito, João Bosquinho (PSB-ES). Como magistrado, molestou algumas crianças, entre elas um jornalista, hoje casado, e que se envergonha de narrar seu traumático passado.

Antes de  Pazzeto entrar na política, este colega denunciou ao “guardião” da moralidade, senador Magno Malta, que nada fez, senão por incentivar o “endemoniado” como assim define “gente” dessa espécie, extinguindo a  esperança da vítima por homens públicos de moral ilibada.

1-revista_folha_14-32.jpg

Anúncios