“Tenho discutido com lideranças a tese do PMDB ter candidatura própria para enfrentar os desafios e os gargalos que hoje prejudicam o desenvolvimento do ES”. Esta declaração faz parte do comunicado do ex-governador Paulo Hartung (PMDB-ES) para desmentir o mercado político de sua decisão de disputar a sucessão de Renato Casagrande (PSB).

O comunicado (04) muito bem preparado almeja – para não afastar os correligionários do entusiasmo do lançamento do seu nome na data certa do calendário eleitoral-  ganhar tempo para consertar algumas trincas, como acalmar a reação destemperada do senador Ricardo Ferraço (PMDB) que assustou até o vice-presidente Michel Temer ao defender a candidatura do atual governador.

Quando Hartung defende candidatura própria do PMDB, em sintonia nacional, e critica frontalmente Renato Casagrande dizendo que existem “desafios e gargalos que hoje prejudicam o desenvolvimento do ES”, está confessando sua disponibilidade para ser o protagonista do PMDB para esta tarefa. Ou seja, é candidato a governador do Espírito Santo.



Anúncios