Matéria do jornal o Globo (10) afirmando decretação de prisão preventiva do ex-prefeito Sérgio Vidigal (PDT), dirigente nacional do partido, pegou os demais veiculos de comunicaçao de surpresa e virou febre nas redes sociais que vai precisar se proteger com algum tipo de filtro contra “furos” de reportagens. Estagando a banlização.

Contudo, a Imprensa crítica e dura com os políticos corruptos sofreu um revés com a informação, segundo a Polícia Federal, com desmentido da própria PF ser tudo inverdade o envolvimento do pedetista e muito mais ainda emissão de prisão.

Sérgio Vidigal, que já chegou ser o prefeito mais bem avalido no Espírito Santo, com mais de 70% de aprovação, e está na Colômbia, ministrando palestra, foi vitimada pela “barrigada”, jargão, utilizado no jornalismo quando se comete erro crasso.

O assunto demorou horas para ser desmentido pela imprensa responsável depois de checada a história. Como ele está fora do País, não acredito em dissimulação institucioonal para garantir a sua volta em razão de possível e real prisão. Seria demais para os leitores entenderem este imbróglio e sua legitimidade.

Anúncios