Falar a verdade é coisa de “doido sem medo”


A recepcionista do meu prédio me parou e me disse:

– Doutor, o meu filho diz sempre que é fã do senhor ao ler seus artigos. Ele fala assim: “Este é o cara”

Eu me recompus rápido e pedi-lhe que agradecesse ao seu filho pelo incentivo.

Mas, em seguida ela completou:

Eu digo a ele que o doutor é doido, escrevendo estas matérias de denúncias contras esses homens

Então parei e me interessei pelo raciocínio dela em contradito ao do filho.

– A senhora acha que eu deveria parar de denunciar?

Respondeu:

– Não, a gente precisa saber o que está acontecendo. Esses políticos são tudo corruptos!

Disse-lhe:

– Então sou um “doido” que devo continuar?

Explicou:

– Não, doutor! Eu acho que outra pessoa teria medo, é por isso. O senhor não tem não?

Então respondi, recebendo dela um sorriso gracioso:

– Não! Eu não tenho medo, justamente pelas pessoas que têm medo porque são indefesas.

Perguntei-lhe:

– Devo continuar um “doido sem medo” ?

Ela não titubeou:

– Doutor, sumiram com a edição anterior. O senhor guarda pra mim a próxima edição, Estou ansiosa para ler os babados!

Prometi:

– Entregarei na sua mão!

E fui trabalhar, pensando: eu devo ser um maluco beleza!

Anúncios

Um comentário em “Falar a verdade é coisa de “doido sem medo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s