Escrevo este artigo na qualidade de presidente do PMN. O partido, que já foi mais pujante antes das últimas eleições, chegando a ter quatro vereadores na Câmara de Vereadores de Cachoeiro, busca sua recolocação no cenário político, com dois vereadores (excelente desenvoltura eleitoral com uma chapa sangue puro.

 O Partido Municipalista Nacional já vai se posicionar semana próxima sobre o seu comportamento político no Poder Legislativo; se da base aliada do governo municipal, se independente e se de oposição. Isto, depois de reuniões e definições com base na sua importância estrutural e eleitoral, com os correligionários.

 O prazo já é um cronograma pré-determinado, pois se perdeu muito tempo (quase um ano e meio) sem identidade ou credencial para debater temas relevantes do Município. Os motivos são vários, mas principalmente por conta, também de transições e mudanças de âmbito estadual, com vistas às eleições atuais.

O Partido vai ter participação efetiva na mesa diretora da Câmara de Vereadores; nestas eleições, apoiando seus candidatos; e com programa de atuação como protagonista nas eleições municipais fuutras. Sempre, com transparência, abrindo a ata para filiações que se doarão a partir também de projeto de gestão compartilhada político-administrativa.

 O vereador Roberto Bastos, a partir dessa nova perspectiva, é contundente: “sou um dos primeiros a integrar o PMN de Cachoeiro. O partido merece o reconhecimento pelo seu crescimento. Eu vou seguir, não poderia ser diferente, a orientação partidária para me posicionar nas votações e bandeiras de interesse coletivo”.

 O vereador Marcos Coelho não foi diferente. Além de fazer pronunciamento na última sessão, antes do recesso, engrandecendo o partido e elogiando a nova Executiva do PMN, foi incisivo. “Sinto o partido unido. Atenderei às convocações e orientações partidárias, assim como ficarei como soldado de plantão para quaisquer missões.

 O ex-presidente Giuseppe D`Etorres disse que todos deram contribuições com erros e acertos, e que, no momento, “a união e ampliação de forças dentro do partido o qualifica para toda ocupação de espaços onde for convidado. Estaremos dando todo apoio ao presidente Jackson Rangel que, sempre foi lembrado por todos pela suas lutas em favor do partido no seu momento de reconstrução e foi chamado novamente a isto.”

 Palavra de presidente!

Anúncios