A FOLHA JÁ SABIA, POR ISSO SAI NA FRENTE DOS OUTROS!


VÍDEO COM ÁUDIO POSTADO NO YOUTUBE PROVOCOU AFASTAMENTO E BREVE CASSAÇÃO DA VEREADORA

Anúncios

2 comentários em “A FOLHA JÁ SABIA, POR ISSO SAI NA FRENTE DOS OUTROS!

  1. Ainda resta um pouco de esperança, em relação à justiça no Brasil, parabéns Dr. Robson, mais uma vez vossa excelência mostrou a que veio, sem medo de enfrentar os gananciosos, que pensam que o dinheiro público é deles, é isso aí Dr. Seus Pais devem ter orgulho de te, essa resposta que o Brasil precisa, se nosso “Supremo” tivesse homens iguais ao Senhor o nosso País seria passado a limpo, com certeza muitos políticos colocariam a barba de molho, no sentido literal da palavra “barba”, eu tenho muito desgosto quando me descontam Imposto de Renda, pois não tenho nada em troca, tudo que vejo é proveito próprio, isso me enoja ninguém faz nada para acabar com isso, por isso quando aparece um Juiz com a coragem de Dr. Robson, nós nos sentimos Justiçados, por isso tenho orgulho de ser Cachoeirense, e ter um conterrâneo “Cabra Macho” igual a esse.

    Curtir

  2. Fidelidade é mesmo importante?
    Em sua posse, todo político deveria fazer um pacto de fidelidade com seus eleitores, sob pena de prisão no que restar do mandato, caso não consiga resistir à tentação. Devemos refletir sobre antigos conceitos e valores que ainda permeiam nossos políticos.
    Apesar de todos os ensinamentos que recebemos desde que nascemos – família, escola, amigos, religião – nos estimularem a investir nossa energia na honestidade, temos também a tendência de querer sempre mais do que temos daí perdemos nossa referencia com nossos ancestrais, que tentaram nos passar tanto pela genética, tanto pelos apelos comportamentais, daí paramos de pensar, em quantas coisas boas já ouvimos de nossos Pais, pois ser honesto não é mais do que nossa obrigação, e mesmo assim queremos ouvir o nosso interior e esquecemos de nossos valores, que nos acompanham desde o nascimento.
    Pesquisando o que estudiosos do tema dizem sobre as motivações que levam a esse comportamento, fiquei bastante surpreso. As mais diversas justificativas apontam sempre para problemas emocionais, insatisfação ou infidelidade para com os outros. O que me parece óbvio: as relações de corrupção ocorrem principalmente porque o dinheiro atrai esses indivíduos, que valorizam mais o ter do que o ser.
    Um mandato pode ser plenamente satisfatório do ponto de vista econômico e profissional mesmo havendo alguns deslizes, sem punição, exemplos: Apadrinhamento, um jeitinho de tirar uma vantagem oriunda do poder, um dinheirinho na cueca que ninguém viu, ou se pensa que não viu, vai relaxando e acostumando, a se sentir cada vez mais inimputável daí abismo vai puxando outro abismo, até o dia que alguém grava tudo e joga as fezes no ventilador, dito popular: “o diabo faz a panela, mas não coloca a tampa”. Todos nós estamos constantemente expostos a estímulos malignos novos, provenientes do meio em que vivemos. É possível que esses estímulos não tenham efeito na fase inicial, por estarmos alicerçados em preceitos e valores concebidos em nós por Deus e por nossos antepassados, entretanto, existem e não podem ser eliminados de dentro de nós, por isso temos que lutar contra eles. A maioria dos seres humanos já sentiu vontade de viver uma relação com o poder, o que lhe agradou, e isso não só devido a fatores financeiros. Os mais variados aspectos podem provocar o desejo, mas somos historicamente limitados pela idéia de poder irrestrito, você pode tudo, é só ter o mandato.
    Desde as décadas de 60/70 assistimos a uma profunda transformação da política no Brasil, saímos da ditadura entramos na democracia, os idéias foram lindos, quantos morreram por esse momento de glória, que vivemos hoje, mas alguns mal intencionados políticos trouxeram do “AI5” a tortura de tirar da mesa, do menos abastado, o arroz com feijão. Acredito que num futuro próximo seremos mais livres para dar vazão aos nossos desejos e teremos plenas possibilidades de ver os culpados na cadeia e não Juizes sendo aposentados, por serem pegos com a boca na botija, ou políticos que renunciem para não perderem o mandato e se elegem na eleição seguinte, povo sem memória o nosso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s