O governador em exercício Ricardo Rezende ferraço (PMDB) pode estar prestes a reviver a imagem de um dos maiores ícones da política do Espírito Santo, Jerônimo de Souza Monteiro, mais conhecido como Jerônimo Monteiro. (Cachoeiro do Itapemirim, 4 de junho de 1870 — 23 de outubro de 1933) . Foi governador do Espírito Santo entre 1908 e 1912, além de senador, deputado estadual e federal, mandatos exercidos entre 1896 e 1927. Trajetória de cargos iguais. Nascidos do ventre do mesmo Município, na época, geograficamente, mais unificado com outras paragens, hoje, emancipadas.

Ricardo Ferraço nunca desejou ou mesmo foi citado dentro da redoma desse tempo, porque cerca 200 anos de história faz diferença entre uma junta de boi arando as terras agrícolas e uma geração tecnológica. Contudo, na essência, extraindo o tempo e focando a importância do personagem, enobrece a quem a ele comparado. Jerônimo Monteiro foi desbravador e vanguardista no seu tempo, basta estudar a vida dos grandes homens das terras capixabas.

Atualmente governador em exercício, Ricardo Ferraço pode se tornar o segundo cachoeirense a governar o Espírito Santo e igualar-se a Jerônimo Monteiro na importância política e ocupando a única vaga ainda em tempo pela sua jovialidade a conquistar: senador. O destino quem constrói são os homens com suas decisões, portanto, a validade comparativa no caso em tela, dependerá tão somente do protagonista e não deste escriba e suas lembranças.

Anúncios