As famílias brasileiras não deixaram de comprar bens essenciais, como cesta de alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza, apesar da crise econômica global. Pesquisa feita pela LatinPanel revelou que o consumo desses itens aumentou 9,7% em volume no terceiro trimestre frente ao mesmo período de 2008.
Como consequência, o gasto médio das famílias com esses produtos também aumentou 10,7%, no mesmo período. De acordo com estudo, as famílias das classes D e E, com renda de até quatro salários mínimos, são as que puxaram o aumento do consumo e o crescimento do gasto médio. Entre os itens que entraram no carrinho de compras das classes D e E, estão o amaciante, a maionese, o leite condensado e o cereal tradicional.
Somente nesse segmento da população, o gasto médio cresceu 14,3% no terceiro trimestre, frente a 2008. Já nas classes A e B, o crescimento foi de 9% nos gastos, enquanto na classe C, o aumento do gasto médio com bens não duráveis subiu 8,4%.
Segmentando a análise, o estudo constatou que os consumidores gastaram mais com as cestas de higiene e beleza, que registraram um aumento de 12% nos gastos entre janeiro e setembro. Já com produtos de limpeza, o consumidor aumentou em 8% os gastos, e com bebidas, em 5,6%. Os alimentos ficaram em último lugar nos gastos – 3,6% a mais itens entre janeiro e setembro deste ano, frente a 2008.

Fonte: LatinPanel

Anúncios