Ricardo não foi, mas Casagrande já estava lá. Assim não dá!


DSC_6506

foto ilustrativa: Renato Casagrande rindo à toa com os seus correligionários

Até a FOLHA DO ES, jornal de maior credibilidade e maior tempo de circulação no ES, fora da GRanda Vitória, tomou uma “barrigada”, jargão jornalístico para indicar notícia errada, pois informou a vinda do governador Paulo Hartung (PMDB) e de seu vice Ricardo Ferraço (PMDB), candidato a sucessor em 2010, na inauguração da fábrica de leite em pó da maior cooperativa de lactícinios do Estado (dia 7, 9h000), Selita. Eles faltaram ao compromisso, sem justificativa oficial para a impressa aos meios de comunicação.

Pode parecer bobagem o cancelamento da agenda do governador e do vice, mas no caso do referido evento, em Cachoeiro de Itapemirim, terra natal do pleiteador do cargo mais elevado do estado, Ricardo Ferraço, foi um tiro no pé. Na área agrícola, em que Ricardo Ferraço atuou como Secretário de Agricultura, o melhor dos últimos tempos, deixar de aparecer, só em caso de morte na família.

O povo, de modo geral, ainda que os executivos da cooperativa saibam que Hartung e Ricardo são artífices dos grandes investimentos propusores do crescimento da Selita, não aceita ausência do principal ator. E péssimo, quando o adversário aparece. Ai dói. Neste caso, refiro-me ao enigmático Renato Casagrande que tem força do interior por ser da cidade de Castelo, e mais alguns deputados, além de centenas de produtores e formadores de opinião.

Ricardo precisa vencer a timitez que o remete a uma falsa arrogância ou pedância. Mas, a imagem em política é quase tudo. Ele é o mais preparado político capixaba para suceder Paulo Hartung. Prata da casa, com todos os requisitos de competência e responsabilidade para governar os espiritossantenses, contudo, falas deste naipe, pode fazer dele uma vítima da soma de pequenas falhas.

Se fosse para somar pontos a partir de agora, seria um a zero para Casagrande, senador que foi assistido pelo colega Magno Malta, sob o olhar do pai de Ricardo Ferraço, Theoodrico Ferraço, deputado estadual, que nada poderia fazer diante de quadro apreciado também pelos parlamentares Camilo Cola (PMDB), federal, e Hércules Silveira (PMDB) e Aprecida Denadai ( nem sei que partido está).

Se alguém perguntar neste momento em que está sendo postado este texto aonde estava Ricardo Ferraço no mesmo horário, este jornalista sabe: tomando café com leite no MUnicípio da serra, promovida pela deputada federal, Suely Vidigal (PDT). Não siginifica, politicamente, nem 10% da importância do inauguração do leite em pó na Capital Secreta do Mundo, onde tudo começa e acaba. Foi mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s