Tribunal Regional Eleitoral, mediante provas, por unanimidade manda investigar o prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione, do PT
Tribunal Regional Eleitoral, mediante provas, por unanimidade manda investigar o prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione, do PT

Saiu no Diário Oficial do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo ato oficial para investigação sobre compra de votos e lideranças pelo prefeito Carlos Casteglione (PT). O TRE-ES, por unanimidade, sentenciou a necessidade de investigar os indícios de corrupção praticada nas eleições de 2008, que elegeu o petista.
O Juiz na primeira instância tinha negado provimento a uma ação do DEM, partido mais prejudicada pela ações escusas que compraram os presidente dos partidfos coligados, ação chamada migração de apoio, mesmo oficializadas as coligações.
O doping financeiro nas eleições foi crime eleitoral porque não se tratou nem mesmo de incentivo de boca de urna para a coligação petista, mas de corrupção, em que tem o corruptor e o corrupto, interagindo.

Anúncios