Depois das eleições de 2008, o vereador José Carlos Amaral, com sete mandatos, tinha sido atacado em folheto distribuido pela vereadora, então, eleita do PT, alusivo aos sindicomerciários, como omisso. Ele respondeu da Tribuna da Câmara que não aceitaria ser desrespeitado e o termo “aloparados” estava na moda. Por ocasião da corrupção petista nacional. Então, ele qualificou a petista de “aloprada” por não saber debater no campo das idéias, ainda mais sabendo que seria colega de Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo.

Anúncios