O juiz da Fazenda Pública Municipal de Cachoeiro de Itapemirim, Robson Louzada, mandou cassar o mandato do vereador Marcos Coelho (PMN). O anúncio aconteceu no final da tarde de ontem, por volta das 17h, e pegou os vereadores e funcionários da Câmara de surpresa.

Segundo informações, o que teria caracterizado crime foi a compra de um terreno feita pela prefeitura a uma pessoa usada como representante de Marcos Coelho. Esse tipo de transação – usando nome de outras pessoas – são conhecidas como “laranja”.

A ação aconteceu por conta de uma denúncia oferecida pelo Ministério Público e acatada pelo juiz de direito, Robson Louzada. No final do dia de ontem, um oficial de justiça foi até a Câmara para levar a decisão e informar que hoje, 28 de abril, o suplente, Fabrício do Zumbi, já deveria assumir a função de vereador no lugar de Marcos Coelho.

A reportagem tentou entrar em contato com Marcos, mas ele não estava em sua residência e nem atendeu o seu celular para se manifestar sobre o assunto. Mais detalhes na edição de amanhã.

A FOLHA acredita em outras cassações do Legislativo da cidade de Roberto Carlos.

Anúncios