Petistas comemoram cassação da chapa amarela que comprou votos
Petistas comemoram cassação da chapa amarela que comprou votos
Este Blog havia previsto e aconteceu. Justiça foi feita. Compra de votos em Iconha foi comprovada e TRE faz justiça a Edelson Paulino, do PT, que perdeu contra a força do dinheiro numa cidade nobre, de povo trabalhador e simples. Espera-se eleições limpas e transparentes, sob o olhar deste jornalista e da Imprensa de modo geral, com Ministério Público e demais órgãos fiscalizadores para o povo não ser tratado como gado comprável.
E a justiça local, desavergonhadamente, desejava ocultar o cadáver da imoralidade, mas não conseguiu porque a Justiça é para ser feita e acatada.

O prefeito de Iconha Dercelino Mongin (PP), o Delso, e o vice-prefeito do município, João Paganini (PMN), perderam os mandatos e vão ficar inelegíveis por um período de três anos. Os dois foram condenados por captação ilícita de votos e de abuso de poder econômico. A decisão foi tomada pelos juízes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na noite desta quarta-feira (18). Com o resultado, os membros da Corte Eleitoral também decidiram que o município terá nova eleição.

Os magistrados acolheram, por maioria de votos, o recurso interposto pelo ex-prefeito Edelson Paulino (PT), que acusou Dercelino Mongin por compra de votos durante o período eleitoral. O atual prefeito teria registrado em cartório um termo de compromisso para o asfaltamento na comunidade de Taquaral, caso fosse eleito. O vice, João Paganini, também teria se comprometido a fazer essas obras com recursos próprios caso o prefeito não as fizesse depois de eleito.

Anúncios