OS PECADOS INCONFESSÁVEIS


Ao nascer, a humanidade já carrega consigo uma natureza velha, essencialmente má, descoberta com mais pujância na puberdade, quando os pensamentos passam a ser inconfessáveis. Na transliteração do sentido, trata-se do pecado, defeito no DNA original que inclina todo ser a transgredir, a se rebelar, a buscar, na curiosidade, pelo orgulho, os mistérios do mundo invísivel, utilizando os míseros cinco sentidos.

Por isso, o mundo vai de mal a pior, mesmo com todo conforto da tecnologia, do tempo real, aliás, chamada sistema pós-modernismo em que homem se aproxima da construção da Torre de Babel, quando , unidos em sua soberba, tentou unificar a maldade, aproveitando-se de um mesmo desejo, ficar perto de quem os criou pelo modo mais transgressor: sem amar o criador. A história restante já se conhece. A torre caiu por terra e as línguas repartidas, dando origem às tribos com sua próprias culturas como as conhecemos, hoje, em várias nações.

Mas sobre os pecados inconfessáveis, quem não os têm. A sociedade optou há muito pela hipocrisia, ou seja, aparentar o que não é, numa convenção telepática, no inconsciente coletivo, em que todos são reféns. Falamos o que as pessoas querem ouvir e retemos os que pensamos, verdadeiramente, sobre elas. Isto, obviamente, porque também estamos proibidos de revelar os pensamentos sob pena de punição severa de isolamento. Criamos uma bolha enigmática. Exemplo: entra-se num ônibus e senta-se ao lado de outro ser desconhecido. O silêncio, às vezes é cortante. E os pensamentos em ebulição, completamente represados durante o translado.

Na religião, seja qual for, ainda busca-se a confissão intimista, sem incentivar a confissão pública, porque ainda prevalece a síndrome de Adão e Eva, quando envergonhados, em pecado, se esconderam de Deus, como se isso fosse possível. Somos imundos, a bem da verdade, em tudo. O criador nos Deus escape pela misericórdia, até para o corpo defecar o que tem de pior. Cheira mal o nosso suor, pois o corpo é corruptível. Mas haverá um momento que o sangue e carne serão glorificados para poder adentrarem a uma outra atmosfera, do terceiro céu, acima do atmosférico e do sideral.

Os pecados inconfessáveis devem ser confessados, se possível em alta voz, para si mesmo. Para os cientistas uma terapia curativa. Para os especialistas em alma, uma terapia preventiva para que não se suceda coisa pior ao infeliz homens e mulheres que somos com nossas transgressões cruéis. Nosso auto-retrato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s